Aeroporto de Jericoacoara passa por inspeção decisiva

Folha Belacruzense Noticias | quinta-feira, março 15, 2018 |


O Aeroporto de Jericoacoara, localizado no município de Cruz, passa uma semana decisiva de inspeções que podem garantir duas certificações definitivas para operação de voos e eventuais atrações de investimentos. Isso porque técnicos do Grupo Especial de Inspeção em Voos (Geiv), subordinada ao Departamento de Controle de Espaço Aéreo (Decea), visitam o equipamento, assim como especialistas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

“Serão avaliados os sistemas de voo por instrumento, o sistema de comunicação de rádio e o Papi (Indicador de Percurso de Aproximação de Precisão)”, destaca o coronel Paulo Edson, gerente de aeroportos do Departamento Estadual de Rodovias (DER). Analisados os instrumentos, o Decea poderá expedir uma licença definitiva para o aeroporto acerca dos aparelhos.

No período que vai de quarta-feira, 14, até sexta-feira, 16, é a vez de representantes da Anac iniciarem a inspeção. O objetivo é avaliar a infraestrutura, terminal de passageiros, pista e demais itens de segurança. “Jericoacoara recebeu a certificação provisória da Anac, porque o aeroporto precisa passar por um ano de testes em funcionamento antes da operação definitiva. Concluído esse processo, a equipe da agência faz uma nova inspeção. Se positiva, eles emitem a certificação”, afirma.

Com as certificações, Jericoacoara passa a ter mais peso na atração de empresas, companhias aéreas e investimentos, já que sai da condição de aeroporto em fase de testes.

Para obter o equipamento, Paulo Edson afirma que na última quinta-feira, 8, esteve na Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC). O coronel também informa que as áreas destinadas à ocupação pelas companhias aéreas e demais empresas ligadas ao setor aeroportuário do Aeroporto de Jericoacoara continuam sendo negociadas. Informa que Azul Linhas Aéreas terá contrato semelhante ao da Gol Linhas Aéreas.

“É o mesmo valor que a Gol. O documento está assinado, faltando apenas a publicação no Diário Oficial do Estado (DOE)”, explica. A Gol irá utilizar a área do terminal de passageiros para operações de check-in e backoffice. A empresa vai desembolsar R$ 12 mil para o custeio do aluguel das áreas aeroportuárias. O valor será pago direto ao DER.

A companhia de serviços auxiliares de transporte aéreo Suzuki Eireli também assinou contrato com o Estado pelo prazo de 24 meses para explorar a área. O valor global a ser contratado é de R$ 15,7 mil. Atua no segmento de serviços de rampa e tem equipamentos como tratores de reboques para realizar o procedimento pushback (quando se reboca aeronave).

Fonte: O Povo Online
Reportagem: Atila Varela

Categoria: , , , , ,