Enel retira mais de 1 tonelada de fios irregulares nos postes do Ceará

Folha Belacruzense Noticias | sábado, setembro 30, 2017 |

O Ceará tem em torno de 291 mil cabos e 17 mil postes irregulares. Os dados resultam de estudo feito pela Enel Distribuição Ceará. Os emaranhados de fios tanto poluem visualmente as cidades como oferecem riscos para a população.

Desde julho, a Enel opera na regularização desses pontos com problemas, estimados em 17 mil em todo o Estado. Até agora, foram 654 postes regularizados e 1,1 tonelada de cabos e caixas de telecomunicação removidas. A meta é reordenar 400 pontos por mês.

O responsável pela área de grandes clientes da Enel, Carlos Falconiere, diz que, “quando se tem muitos pontos emaranhados, corre-se o risco do fio ficar solto e cair no chão e a maioria da população não sabe a diferença entre um fio de telefonia e o de energia elétrica”. Além disso, ele explica, os emaranhados dificultam o trabalho de manutenção e restabelecimento da rede de energia, além de colocar em risco a vida do prestador de serviço, “porque muitas vezes esta instalação não segue as normas técnicas e tem a questão da sobrecarga”.

Ainda segundo o estudo feito pela Enel aponta ainda que mais da metade das irregularidades está concentrada na Capital, pulverizada em todos os bairros. Ele explica que serão realizadas cerca de 400 regularizações e duas mil fiscalizações por mês, com emissões de notificação. A operação ocorrerá de forma simultânea nos municípios.

Normas
Pelas normas técnicas da Enel, podem ser feitas até seis ligações em um poste: quatro de empresas de telecomunicações, uma da própria Enel e outra do Governo do Estado, e a distância mínima para a fiação de baixa tensão em via urbana, entre a rede elétrica e de telecomunicação, é de seis metros. Porém, de acordo com Falconiere, muitas empresas de telefonia e de TV a cabo faziam a ligação em mais de um ponto do poste; não respeitavam os limites mínimos de distância ou mesmo faziam a instalação de forma clandestina. Ele não soube precisar quando a situação fugiu do controle, mas assegura que fiscalizações sempre ocorreram.

Segundo a Enel, 100 empresas de telecomunicações já foram notificadas há mais de 30 dias. Algumas já procuraram se regularizar, mas quem não o fez terá a fiação retirada e terá que pagar multas previstas no contrato, que pode variar dependendo da gravidade da irregularidade. A expectativa é de que pelo menos metade destas empresas se regularizem.

Acesso à rede
Para ter acesso, empresas precisam apresentar projeto de compartilhamento que é avaliado pela distribuidora de energia. A execução e os custos de implantação são de responsabilidade da prestadora de serviços.

Procedimento
Os materiais removidos pela Enel nas fiscalizações dos postes estão sendo reaproveitados pela Associação dos Catadores de Independência. Com eles são produzidos cadeiras, cestos e luminárias, gerando renda para os participantes.

Serviço
Denúncias de fiação irregular para a Enel
Contatos: 0800 285 7887 (central exclusiva) e compartilhamento.brasil @enel.com 


Fonte: O Povo Online

Categoria: , , ,