Brasil possui a quinta maior população idosa do mundo; ações do governo prometem mais qualidade de vida

Folha Belacruzense Noticias | quinta-feira, novembro 03, 2016 |

O Brasil possui a quinta maior população idosa do mundo, com cerca de 28 milhões de pessoas com 60 anos ou mais. Atualmente, a proporção de pessoas idosas no país alcançou 13,7% da população geral. Nesse grupo, o que mais expressivamente cresce é os idosos longevos, que vivem 80 anos ou mais. De acordo com as estimativas, em 2030, o número de brasileiros com 60 anos ou mais ultrapassará o de crianças de zero a 14 anos de idade.
Com o objetivo de estimular que as pessoas com idade avançada envelheçam de uma maneira mais saudável, o Ministério da Saúde propõe um conjunto de ações que podem contribuir de maneira considerável para o bem-estar da população de idosos no Brasil. Entre as propostas da pasta estão estímulo à prática de exercícios físicos e alimentação saudável, oferta de vacinas, caderneta do idoso e identificação precoce de doenças como hipertensão e diabetes.
Análise realizada pela Fundação Oswaldo Cruz, com dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS 2013), mostra que um em cada três idosos brasileiros apresentava alguma limitação funcional. Destes, 80%, cerca de 6,5 milhões de idosos, conta com ajuda de familiares para realizar alguma atividade do cotidiano, como fazer compras e vestir-se, mas 360 mil não possuem esse apoio.
Promoção da saúde
Segundo o Ministério da Saúde, a prioridade é desenvolver ações que fortalecem a organização de serviços de atenção investindo na promoção da saúde, no acesso a serviços e na qualificação de profissionais.

Entre as atividades, está a implementação da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa, que permite conhecer as necessidades de saúde dessa população atendida na atenção básica. Por meio da Caderneta, é possível identificar o comprometimento da capacidade funcional, condições de saúde, hábitos de vida, vulnerabilidades, além de ofertar orientações para o seu autocuidado.  Já foram distribuídos mais de um milhão de exemplares e o documento está disponível na internet.
Acesse aqui a Caderneta

Agência CNM, com informações do Ministério da Saúde

Categoria: , , ,