Municípios realizam dia “D” de multivacinação em todo o país

Folha Belacruzense Noticias | quarta-feira, setembro 28, 2016 |

Para garantir que nenhuma criança até cinco anos de idade ou entre 9 e 15 anos fique de fora da campanha de multivacinação, os postos de vacinação realizaram o Dia “D” no ultimo sábado, 24 de setembro, em todo o país. A orientação aos Estados e Municípios é que as salas de vacinação permanecessem em atividade durante todo o dia, no entanto, os horários de funcionamento ficariam a cargo dos gestores locais de saúde, podendo variar de uma cidade para outra. O objetivo do “Dia D” foi dar mais uma oportunidade aos pais e responsáveis de garantirem a proteção das crianças e adolescentes.


Além das salas fixas nas unidades de saúde, o “Dia D” da Campanha Nacional de Multivacinação teve ainda postos volantes em escolas, praças e outros locais públicos. A expectativa é que o sábado de vacinação envolvesse mais de 350 mil profissionais de saúde em todo o país, além de 42 mil veículos, entre terrestres e fluviais, que asseguraríam a vacinação em locais de difícil acesso.


O foco da campanha, que está sendo realizada até 30 de setembro, é mobilizar os pais ou responsáveis a levarem seus filhos para atualizar o cartão de vacinação. Neste ano, a ação é voltada para crianças (menores de cinco anos e de nove anos) e adolescentes (entre 10 e 15 anos incompletos). Devem comparecer aos postos todas as crianças e adolescentes nessa faixa etária, para que seja possível identificar quais doses estão em atraso ou devem ter o esquema iniciado. Serão disponibilizadas vacinas do calendário da criança e do adolescente, como tuberculose, rotavírus, sarampo, rubéola, coqueluche, caxumba, HPV, entre outras.


Vacinas
Foram enviadas 19,2 milhões de unidades extras de 14 vacinas. Ao todo, foram enviadas às unidades da federação 26,8 milhões de doses, que servem tanto para a vacinação de rotina do mês de setembro (7,6 milhões) quanto para a campanha (19,2 milhões).
Com a campanha de vacinação, é esperado a redução das doenças imunopreveníveis no país e a diminuição do abandono à vacinação. Como a vacinação será de forma seletiva para a população alvo, não há meta a ser alcançada.


Atualmente, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) distribui cerca de 300 milhões de imunobiológicos anualmente, dentre vacinas e soros, além de oferecer à população todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no Calendário Nacional de Vacinação. Nos últimos cinco anos, o orçamento do PNI cresceu mais de 140%, passando de R$ 1,2 bilhão, em 2010, para R$ 2,9 bilhões, em 2015.



Fonte: Ministério da Saúde

Categoria: , ,