Protocolos da atenção básica à saúde da mulher devem orientar atendimentos

Folha Belacruzense Noticias | quinta-feira, junho 16, 2016 |

Os Protocolos da Atenção Básica (PAB) à Saúde das mulheres para orientar atendimento foram publicados no começo deste mês de junho (02). A Portaria 679/2016 da Secretaria de Atenção à Saúde institui um documento, de mais de 200 páginas, como referência para os procedimentos de promoção, proteção e recuperação da saúde do público feminino. Ele também lista quais os problemas mais frequentes e quais os principais sintomas relatados. 
De acordo com a publicação, disponíveis em formato digital, ele vai orientar para que as Unidades Básicas de Saúde (UBS) disponibilizem atendimento acessíveis e resolutivos às necessidades da população feminina. Por meio do acolhimento, compreendido como escuta atenta e qualificada, que considere as demandas trazidas pelo usuário, a equipe de saúde deve orientar sobre as necessidades e os encaminhamentos indicados. 
O PAB também servirá de subsídio para a qualificada tomada de decisão por parte dos profissionais de saúde. Além disso, pretende promover a implementação de boas práticas no dia a dia dos profissionais de saúde. A recomendação é de que ele seja adotado pelos gestores estaduais e municipais, conforme as necessidades e particularidades regionais. 
Uma das partes do documento trata especificamente da atenção às mulheres em situação de violência sexual e/ou doméstica/intrafamiliar. Nesse aspecto, o PAB traz a definição deste tipo de violência, e destaca que é fundamental que os profissionais de saúde identifiquem e prestem atendimento integral e humanizado nas situações em que elas têm seus direitos – sexuais e humanos – violados. 

Veja o PAB aqui e a portaria aqui

Fonte: Site da CNM


Categoria: ,