Correios vão oferecer novos serviços públicos federais aos cidadãos

Folha Belacruzense Noticias | quinta-feira, outubro 29, 2015 |

As agências dos Correios vão passar a emitir documentos como quitação de dívidas, certidões públicas, passaportes e oferecer outros serviços públicos federais. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (28), durante a Feira Futurecom 2015, em São Paulo (SP), depois da assinatura de um termo de compromisso entre a Telebras, o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e os Correios, órgãos responsáveis pela estruturação do projeto.
Além dos serviços ao cidadão já disponíveis nas agências dos Correios, a população também passará a contar com emissão de documentos, quitação de dívidas com a União, emissão de declarações e de certidões públicas e cadastramento em programas sociais.
Para o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro, por estar presente em todo o território nacional, a empresa reúne todas as condições para ser a instituição que promove a inclusão digital e social de milhares de brasileiros. “O nosso objetivo, com essa parceria, é criar um canal de acesso à população para a prestação de serviços públicos a todos os cidadãos, um serviço com qualidade e agilidade”, destacou o dirigente.
O projeto-piloto será implantado ainda este ano em duas agências de Brasília, a do edifício-sede e a do Setor Hoteleiro Sul. Inspirada nas agências do Poupatempo, do Rio de Janeiro e São Paulo, e do Na Hora, no Distrito Federal, a proposta vai agregar, inicialmente, apenas serviços relativos ao governo federal, para depois incluir também serviços do governos municipais e estaduais.
O presidente do Serpro, Marcos Mazoni, disse que a iniciativa é uma resposta às demandas por mais serviços públicos. “As pessoas querem mais qualidade do serviço público e temos certeza que isso se faz com uso intensivo de tecnologia da informação”, destacou. 
Hoje, os Correios já atuam como importante centro de conveniência multisserviço para a população. Nas mais de 6,5 mil agências da empresa, é possível fazer inscrição no CPF, abrir pedidos do seguro DPVAT, emitir certificação digital e realizar serviços bancários (pagamento de contas, transferências e saques). Há, ainda, o “achados e perdidos”, que guarda por 60 dias variados tipos de documentos perdidos.

Categoria: ,